sexta-feira, agosto 19, 2011

Todo Dia Me Atiro do Terreo

O que quero dizer, afinal, é que o importante de hoje pode não importar amanhã. Diante dessa realidade, qualquer tipo de programação é furada. Foi o que me tirou da empresa:
não dou o menor valor a estratégias para o futuro porque quando o tal futuro chega a situação já pode ser outra, independentemente do que se pensou lá atrás. Então faço tudo de improviso. Sem planejamento pelo amor de Deus, porque em vez de planejar você poderia estar realizando uma coisa que quer agora e que só presta se for feita agora. Os americanos por exemplo se planejam demais e por isso são muito deles são infelizes. "Temos um jantar na casa dos Watson daqui a seis meses", não é assim que dizem nos filmes? Porra, daqui a seis meses os Watson podem estar mortos.

"Trecho do livro que estou lendo" - Todo Dia Me Atiro do Terreo - Lula Falção

Muito Bom, Ganhei pela internet hehehe.

Leiam,,,

Um comentário:

As Nuvens Não São Feitas de Algodão disse...

É uma verdade inegável. Achei bem interessante o trecho, parece ser uma boa indicação. :}